Culinária Francesa

Mesmo após sobreviver a diversas invasões, os franceses souberam manter a herança de priorizar ingredientes e formas de preparo, assim como desenvolveram a elitização de uma rica gastronomia.

Desde o século XVII a cozinha francesa prima por privilegiar o sabor dos ingredientes, que, como parte da cozinha mediterrânea, devem ser sempre frescos, com vegetais coloridos, legumes e temperos diversificados.

Banhada pelo Atlântico e pelo Mediterrâneo, a cozinha da França evoluiu muito na era moderna devido ao investimento cada vez mais crescente na alta gastronomia, que apresenta:

  • A culinária burguesa

Tradicional e clássica, com preparo complexo e refinado, molhos a base de creme e uso acentuado de manteiga, é a origem da alta gastronomia. Nos dias atuais, é mais utilizada para momentos especiais.

  • Nouvelle cuisine

Com pegada perfeccionista, é uma cozinha que inclui sabores exteriores à França, principalmente provindos da Ásia. Mais conhecida pela rápida elaboração de pratos, pelo uso de ingredientes frescos da temporada e molhos leves, os pratos visam valorizar a criatividade na montagem dos elementos com apresentações refinadas, decorativas e sofisticadas.

  • Terroir

Culinária dedicada às fortes particularidades geográficas e climáticas da França, a cuisine Du terroir valoriza os produtos regionais. Com a grande variedade de ingredientes e preparos, essa cozinha deu origem a clássicos regionais também com influência de países vizinhos, como os banhados pelo Mar Mediterrâneo por exemplo.

Responsáveis por fazer da comida e da forma de cozinhar uma verdadeira arte, a marca registrada da culinária francesa está no Savoir faire, que nada mais é do que saber viver, ter dedicação ao alimento e à hora de comer, que para os franceses é tida como o melhor momento do dia.